Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Como estrelas na Terra

Como estrelas na Terra

13
Mar19

Imagens únicas vindas do "céu"


Maria Oliveira

  Não são milagres mas dão asas à nossa imaginação......

1– A nuvem em forma de bebê em gestação na França

CLOUD BABY

A fotografia viralizou na internet depois de aparecer no canal de TV France 3 em 22 de junho de 2018, mas tinha sido tirada em agosto de 2017 por Laury Moussière, moradora da cidade de Cournon d’Auvergne, no centro da França. Ela mostra nuvens cuja forma lembra o rosto de um bebê no útero materno. Grande parte dos comentários dos internautas está relacionando a imagem com a recente onda pró-aborto em diversos países e, em decorrência, interpretando o formato da nuvem como um “sinal sobrenatural” em favor da vida.

2 – A nuvem em forma de “Espírito Santo” sobre Roma

pareidolia nuvem pomba Jerusalém

Há quem veja neste conjunto de nuvens a gigantesca imagem de uma “pomba da paz”, de uma “águia” ou até uma visível manifestação do Espírito Santo. Trata-se de uma foto que circula pela internet há vários anos e cuja autenticidade não foi comprovada. A localização do registro já foi apontada como Jerusalém, Zacatecas (México) e Roma. De fato, o edifício ao lado direito da imagem é a Basílica de São Pedro, no Vaticano.

3 – Os raios de luz em forma de “Cristo Redentor” na Itália

AGROPOLAlfredo Lo Brutto / Facebook

Tirada ao pôr-do-sol no sul da Itália e atribuída a um empresário italiano chamado Alfredo Lo Brutto, de Agropoli, esta imagem apresenta uma figura de luz formada pelos raios de sol entre as nuvens. Suas formas evocam Jesus Cristo, em pé sobre o Mar Tirreno, e foram apontadas por internautas como semelhantes às da estátua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro.

4 – O arco-íris que “envolveu” a basílica mariana da Costa Rica

RAINBOWTwitter Martin Urvena

Aconteceu num sábado, dia da semana dedicado a Nossa Senhora. Era 3 de novembro de 2018 e o local era a cidade de Cartago, perto de São José, capital da Costa Rica, justamente sobre o local em que se encontra a Basílica de “Nuestra Señora de los Ángeles”, a padroeira do país centro-americano. Um arco-íris, como tal, não tem nada de extraordinário: é um fenômeno bastante frequente e perfeitamente natural. O que cativou o público foi a sua “perfeição” e, obviamente, o simbolismo: um arco de luz e cor ornamentando uma igreja dedicada a Nossa Senhora como padroeira de toda a nação. 

Fonte: Aleteia 

09
Mar18

Ai se não fosse Maria !


Maria Oliveira

   Hoje partilho um conto lindo ,sejas crente ou não, pelo menos que  compreendas a mensage;  Tem sempre alguém velando e cuidado de nós! Sempre existirá uma janela, uma porta, por onde seguir, mesmo que tudo se pareça fechar à nossa volta e ruir, sem mais esperança; e isso, porque simplesmente "Alguém" a deixou aberta, chames a esse Alguém o que quiseres; Eu chamo Deus, tu podes chamar Universo... 

       Conta-se que São Pedro, certa vez, ficou preocupado ao notar no Céu a presença de várias almas que ele não se lembrava de ter deixado entrar pela porta. Ele então começou a investigar e, finalmente, encontrou o lugar por onde elas passavam.

Dirigiu-se diligentemente até o Senhor e lhe disse:

“Jesus, percebi que temos aqui várias almas que eu não me lembro de ter deixado entrar. Fiz algumas investigações e descobri por onde elas estão entrando. Gostaria que o Senhor mesmo visse”.

sao pedro.png

 

    Jesus, com toda a Sua serenidade, acompanhou São Pedro e observou que, de fato, havia uma entrada por onde constantemente subiam almas e mais almas até o Céu.

Ainda um pouco alarmado, São Pedro sugeriu:

“Não deveríamos fechar essa entrada, Senhor?”.

E Jesus, sorridente e até encantado com a cena, respondeu:

“Não, não… Deixe assim. Isso é coisa da Mamãe!”

Maria tinha deixado um enorme rosário pendurado à janela e, por ele, a fila de almas ia subindo continuamente até o Céu.

Não é à toa que se diz que, quando os próprios pecadores se fecham às portas do Paraíso com as trancas do pecado, Maria lhes escancara a janela, para que sempre encontrem alguma nova oportunidade.

Conto retirado da Aleteia